GUIA DE COMPRA DE IMÓVE - A conquista do seu imóvel começa aqui !

#A CONQUISTA DO SEU IMÓVEL COMEÇA AQUI!

Acompanhe neste blog tudo que acontece no mercado imobiliário da Cidade e do País.

Nosso objetivo é informar ao público sobre tudo que está acontecendo no mercado imobiliário do país, publicando posts e reproduzindo matérias publicadas em outros veículos que possam ser do interesse das pessoas envolvidas na compra, venda e intermediação de imóveis. Escolha o assunto do seu interesse e pesquise no gadget do lado direito. Acesse www.imovelSA.net e conheça a nossa galeria de imóveis em lançamento, em construção, prontos e usados. Aproveite também para simular na CAIXA e nos principais Bancos, o valor da prestação do seu financiamento imobiliário.


quarta-feira, 27 de abril de 2016

Feirão da Caixa vende imóveis novos e usados em 14 cidades


Chave da casa em mãos: evento foca em financiar habitações do programa Minha Casa Minha Vida e imóveis comprados com o saldo do FGTS
Começa na próxima sexta-feira (29) o 12º Feirão da Casa Própria, evento promovido pela Caixa Econômica Federal que reunirá mais de 241 mil imóveis novos, usados e na planta à venda em diferentes cidades do país.
Um dos principais focos do feirão é a viabilização de financiamentos pelo programa Minha Casa Minha Vida – que enquadra imóveis de até 225 mil reais – e pela linha pró-cotista, que utiliza recursos do FGTS, e é restrita a imóveis de até 750 mil reais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal, e de até 650 mil reais nos demais estados.
O preço médio do metro quadrado dos  imóveis  anunciados para venda no Brasil apresenta uma queda real de 7,44% entre janeiro e novembro d...
Publicidade

No feirão, as condições de negociação e taxas de financiamento serão as mesmas já oferecidas pelo banco.
O principal diferencial do evento é reunir, em um só espaço, 579 construtoras, 236 imobiliárias e 338 correspondentes imobiliários, o que pode facilitar a escolha do imóvel e a sua compra. Equipes do banco e da Caixa Seguros também estarão disponíveis para realizar o financiamento.
Quem for à feira para financiar a casa própria deve levar documento de identidade, CPF e comprovante de renda. A entrada é gratuita e o evento segue até 19 de junho.
Homem com cara de dúvida: especialista responde como os juros, inflação e Taxa Referencial têm impacto sobre o financiamento do imóvel ...

O evento passará por 14 cidades e o Rio de Janeiro será o primeiro município a receber o feirão. Veja a data e o local do evento em sua cidade

O Pontal Oceânico está nascendo e uma nova fase da sua vida começa aqui.
         Luar do Pontal é o primeiro empreendimento a fazer parte da evolução da Cidade.
Lançado no Pontal Oceânico é o único com um novo conceito de bairro, completo, que em pouco tempo será tão bom quanto a Barra e o Recreio. A 5 minutos das praias mais lindas do Rio de Janeiro, do Recreio Shopping, supermercados, bancos, bons restaurantes e outros serviços, o Pontal Oceânico é um bairro que vai mudar a cara do Rio.
Não perca esta oportunidade de fazer parte da evolução da Cidade. 
Saiba mais...

VÍDEOS





Esclareça todas as suas dúvidas em um só lugar. 

Caixa volta a financiar 70% do imóvel usado, mas eleva juros

Homem segura casa em miniatura: veja qual a renda necessária para comprar um imóvel na Caixa após as mudanças

Uma simulação feita pelo Canal do Crédito mostra o valor de entrada e a renda necessários para financiar um imóvel na Caixa desde quinta-feira (24), quando os novos tetos dos financiamentos entraram em vigor e após um novo aumento das taxas de juros no banco.
Se por um lado o banco facilitou o acesso ao crédito ao reduzir o percentual de entrada exigido no financiamento dos imóveis usados, por outro lado dificultou esse acesso ao elevar as taxas de juros.
Adquirir um imóvel é um dos investimentos mais importantes da sua vida. Este Guia tem o objetivo de esclarecer suas dúvidas e ajudar você ...


No início de março, o limite de financiamento de imóveis usados pela Caixa passou de 50% para 70% do valor da propriedade para trabalhadores privados e de 60% para 80% para trabalhadores públicos no caso de imóveis enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH). Para imóveis enquadrados no Sistema Financeiro Imobiliário (SFI), o limite do financiamento aumentou de 40% para 60% para trabalhadores privados e de 50% para 70% para trabalhadores públicos.
Com os novos percentuais de financiamento vieram também taxas de juros mais altas, mas sem que o banco avisasse o mercado sobre a mudança. A taxa balcão (aplicada a clientes que não têm relacionamento prévio com o banco) foi elevada de 9,9% para 11,22% no SFH e de 11,50% para 12,50% no SFI. Para trabalhadores privados que tenham relacionamento com a Caixa mais conta-salário, as taxas passaram de 9,50% para 10,50% no SFH e de 11,00% para 11,50% no SFI. 
É a primeira vez neste ano que a Caixa sobe os juros no crédito imobiliário. A última vez que o banco havia aumentado as taxas havia sido em outubro do ano passado. Apenas em 2015, a Caixa elevou os juros para financiamento de imóveis três vezes.
A Caixa  é responsável por cerca de 60% dos financiamentos imobiliários    concedidos no Brasil. Mas, afinal, o banco  é sempre a melhor op...



São enquadrados no SFH financiamentos de imóveis de até 750 mil reais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal, e de até 650 mil reais nos outros estados. Já o SFI engloba financiamentos de imóveis de mais de 750 mil reais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal, e de mais de 650 mil reais nos outros estados.
Veja abaixo como ficaram as novas taxas de juros efetivas para quem vai financiar um imóvel no banco, de acordo com levantamento feito pelo Canal do Crédito:
ModalidadeSFH (taxa anterior)SFH (taxa atual)SFI (taxa anterior)SFI (taxa atual)
Taxa balcão9,90%11,22%11,50%12,50%
Relacionamento9,80%11,00%11,20%12,00%
Relacionamento + conta salário9,50%10,50%11,00%11,50%
Servidor (Relacionamento)9,50%10,50%11,00%11,50%
Servidor (Relacionamento + conta salário)9,30%10,00%10,50%11,00%
Fonte: Canal do Crédito
Agora veja na tabela a seguir as diferenças nos custos finais dos financiamentos contratados com as taxas anteriores e com as novas taxas para um tomador de 40 anos que queira financiar um imóvel de 300 mil reais em 30 anos:
Linhas de créditoTaxa anteriorValor final do financiamento*Taxa novaValor final do financiamento*Aumento em reais (aumento percentual)
Taxa Balcão9,90%R$ 576.400,0211,22%R$ 614.430,24R$ 38.030,22 (+13%)
Servidor (Relacionamento)9,50%R$ 635.901,1910,50%R$ 668.981,26R$ 33.080,07 (+11%)
*Condições da simulação: entrada de 30% do valor do imóvel (Taxa balcão) e 20% do valor do imóvel (Servidor com relacionamento); valor do financiamento: R$ 210 mil (Taxa balcão) e R$ 240 mil (Servidor com relacionamento). O valor final não considera a entrada, mas inclui todos os custos do financiamento, tais como: os juros, a taxa de administração cobrada pelo banco e os seguros envolvidos na operação.
Fonte: Canal do Crédito
Com os novos tetos de financiamento, um tomador de 40 anos que queira financiar um imóvel de 500 mil reais em 30 anos, por exemplo, terá agora até 350 mil reais financiado pelo banco, 100 mil reais a mais do que pelas condições anteriores. Assim, o valor exigido como entrada na compra do imóvel é reduzido de 250 mil reais para 150 mil reais.
Contudo, a renda necessária para encarar o financiamento, equivalente a 30% do rendimento familiar, aumenta de 10.208,76 reais para 14.206,34 reais. O valor da prestação também sobe: passa de 3.042,21 reais para 4.233,49 reais.
Segurança, espaço e privacidade são diferenciais desse tipo de imóvel. Veja quanto custam as unidades na Cidade do Rio de Janeiro.


Veja abaixo qual será o valor do financiamento, da entrada, a renda necessária e o valor da primeira parcela caso um tomador de 40 anos queira financiar,em um prazo de 30 anos, imóveis usados de 300 mil reais, 500 mil reais e 800 mil reais no banco a partir de agora:

Imóvel de R$ 300 mil (SFH)

Perfil

Servidor Público - Condições anterioresServidor Público - Condições atuaisTrabalhador privado - Condições anterioresTrabalhador privado - Condições atuais
Porcentual financiado60%80%50%70%
Valor do financiamentoR$ 180.000,00R$ 240.000,00R$ 150.000,00R$ 210.000,00
Entrada necessáriaR$ 120.000,00R$ 60.000,00R$ 150.000,00R$ 90.000,00
Renda necessáriaR$ 7.028,32R$ 9.316,98R$ 6.158,79R$ 8.557,35
1ª prestaçãoR$ 2.094,44R$ 2.776,46R$ 1.835,32R$ 2.550,09

Imóvel de R$ 500 mil (SFH)

Perfil

Servidor Público - Condições anterioresServidor Público - Condições atuaisTrabalhador privado - Condições anterioresTrabalhador privado - Condições atuais
Porcentual financiado60%80%50%70%
Valor do financiamentoR$ 300.000,00R$ 400.000,00R$ 250.000,00R$ 350.000,00
Entrada necessáriaR$ 200.000,00R$ 100.000,00R$ 250.000,00R$ 150.000,00
Renda necessáriaR$ 11.657,99R$ 15.472,38R$ 10.208,76R$ 14.206,34
1ª prestaçãoR$ 3.474,08R$ 4.610,77R$ 3.042,21R$ 4.233,49

Imóvel de R$ 800 mil (SFI)

Perfil

Servidor Público - Condições anterioresServidor Público - Condições atuaisTrabalhador privado - Condições anterioresTrabalhador privado - Condições atuais
Porcentual financiado50%70%40%60%
Valor do financiamentoR$ 400.000,00R$ 560.000,00R$ 320.000,00R$ 480.000,00
Entrada necessáriaR$ 400.000,00R$ 240.000,00R$ 480.000,00R$ 320.000,00
Renda necessáriaR$ 23.077,15R$ 26.634,60R$ 14.119,16R$ 21.032,11
1ª prestaçãoR$ 6.876,99R$ 7.937,11R$ 4.207,51R$ 6.267,57
Fonte: Canal do Crédito
O Canal do Crédito considerou na simulação as taxas cobradas para quem não tem relacionamento com o banco (taxa balcão), no caso de trabalhadores privados, e as taxas cobradas para quem tem relacionamento com o banco, no caso de servidores públicos,
As mudanças valem para financiamentos pelo Sistema de Amortização Constante (SAC), o mais utilizado no mercado e no qual as parcelas do financiamento são decrescentes ao longo do tempo.
Casal sonhando com a casa própria: Especialista indica a melhor maneira de adquirir a casa própria para quem não tem   reservas financ...


No caso de financiamentos pela Tabela Price, 
com parcelas fixas, os tetos para financiamento de imóveis usados se mantêm tanto no caso de trabalhadores privados como trabalhadores públicos, pelo SFH e pelo SFI.
As novas condições são aplicadas aos financiamentos contratados com recursos da poupança, que se enquadram no Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) e não valem para linhas ligadas a programas habitacionais como o Minha Casa Minha Vida e a Pró-Cotista, que utiliza recursos do FGTS.
Histórico
Os porcentuais máximos para financiamento de imóveis haviam sido reduzidos pela Caixa há quase um ano. Com o novo anúncio, o teto para financiamento de imóveis usados foi totalmente restabelecido para trabalhadores públicos e parcialmente restabelecido para trabalhadores privados, tanto no SFH como no SFI.
Até maio do ano passado, trabalhadores privados podiam financiar até 80% do valor de imóveis usados pelo SFH e 70% pelo SFI na Caixa. A partir de maio, esse teto foi reduzido para 50% do valor do imóvel no SFH e 40% no SFI. Agora, esses trabalhadores poderão financiar até 70% do valor do imóvel usado pelo SFH e até 60% pelo SFI.
Já trabalhadores públicos podiam, até maio do ano passado, financiar até 80% do valor de imóveis usados pelo SFH e até 70% pelo SFI. A partir de maio de 2015, os limites passaram a ser de até 60% no SFH e até 50% no SFI. Agora esses trabalhadores poderão voltar a financiar até 80% do valor do imóvel usado no SFH e até 70% no SFI.

Alphaville Costa Verde foi um sucesso de vendas no último fim de semana, mas ainda restam alguns lotes à venda e não precisa ser um visionário para saber que investir na compra de um lote em Alphaville é tão seguro como investir em caderneta de poupança, mas com a alegria de ter um rendimento muito maior e uma qualidade de vida bem melhor.


Esclareça todas as suas dúvidas em um só lugar. 

FGTS libera R$ 2,5 bilhões para linha pró-cotista do BB



Banco do Brasil acaba de receber 2,5 bilhões de reais para a realização de financiamentos de imóveis pela linha Pró-Cotista, que utiliza recursos do Programa Especial de Crédito Habitacional ao Cotista do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS). 
A aprovação da verba foi feita pelo Conselhor Curador do FGTS nesta terça-feira (26) e foi divulgada pelo Banco do Brasil. 
Casal sonhando com a casa própria: Especialista indica a melhor maneira de adquirir a casa própria para quem não tem   reservas financ...


A grande vantagem da linha Pró-Cotista é a sua taxa de juros, que está entre as menores do mercado e só perde para as taxas praticadas pelos financiamentos realizados pelo programa Minha Casa Minha Vida.
Enquanto os juros da linha pró-cotista do BB são de 9% ao ano, em outros financiamentos do banco os juros partem de 11,29% ao ano. Já na Caixa Econômica Federal, os juros variam entre 10% e 12,5% ao ano. 
Simulação feita pelo site Canal do Crédito, que é especializado na comparação de custos de financiamentos, mostra que ao financiar 80% de um imóvel de 500 mil reais, pelo prazo de 30 anos, a diferença no valor final pago entre a Pró-Cotista, com a taxa de 9% ao ano, e outro financiamento, com taxa de 11,29%, é de 126 mil reais.
Quem investe quer ganhar dinheiro, certo? Claro. Mas você já deve ter percebido que não é na poupança que a multiplicação do dinheiro ...


Em nota enviada por e-mail, o BB afirma que identificou 524 mil clientes com potencial de utilização da linha pró-cotista. O banco diz que deve divulgar a liberação dos novos recursos a esses potenciais clientes pela internet, pelo celular e pelos terminais de autoatendimento e afirma ainda que tem entrado em contato com incorporadoras e construtoras parceiras para ampliar a concessão dos créditos.
Requisitos
Para ter acesso à linha Pró-Cotista FGTS do BB, o tomador precisa ter contribuído ao FGTS por mais de três anos, consecutivos ou não, na mesma empresa ou em empresas diferentes. Caso o tomador se enquadre nessa exigência, a conta vinculada ao fundo deve estar ativa, ou seja, o trabalhador deve estar empregado e realizar atualmente contribuições mensais ao FGTS.
A linha só é concedida para tomadores com contas inativas – que estejam desempregados ou que não estão contribuindo ao FGTS por estar trabalhando sob outro regime de trabalho, por exemplo – caso o saldo do FGTS seja equivalente a pelo menos 10% do valor do imóvel.
Nos últimos 12 meses encerrados em março, o preço dos  imóveis  subiu apenas 0,53%, em média, nas 20 cidades brasileiras acompanhadas pelo...



Não há restrição com relação à renda familiar dos compradores. No entanto, a linha só pode ser usada para financiamentos de imóveis de até 750 mil reais em Minas Gerais, Rio de Janeiro, São Paulo e no Distrito Federal, e de até 650 mil reais nos demais estados.
O comprador também não pode ter outro financiamento imobiliário e nem a posse de outro imóvel residencial urbano, concluído ou em construção, na mesma cidade, em municípios limítrofes ou na região metropolitana da cidade onde vive. Preenchidos os requisitos, o uso do saldo do FGTS no financiamento é opcional.
O prazo máximo de financiamento é de 30 anos e o crédito só é concedido se os valores das parcelas não ultrapassarem 30% da renda familiar mensal do tomador (veja mais detalhes sobre as exigências do Banco do Brasil para financiamentos pela linha pró-cotista).
Oportunidade
Além de ter juros reduzidos, outra vantagem da Pró-Costista é que ela é a única linha do BB que permite financiar até 90% do valor do imóvel, seja ele usado ou novo. Nas demais linhas, o limite de financiamento é de 80%. 
A título de comparação, na Caixa, o limite de financiamento de imóveis usados é de 70% para trabalhadores privados e de 80% para trabalhadores públicos, no caso de imóveis enquadrados no Sistema Financeiro de Habitação (SFH) – que inclui imóveis de até 750 mil reais nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e no Distrito Federal, e de até 650 mil reais nos outros estados. 
Nesta semana, foi anunciado que a Caixa teria suspendido a contratação de financiamentos imobiliários que usam recursos da poupança. ...


Marcelo Prata, presidente do Canal do Crédito, afirma que a liberação de recursos para a linha do BB é uma janela de oportunidade única. "É um belo sinal em um momento muito difícil para o mercado imobiliário. Diferentemente da Caixa, o Banco do Brasil tem focado em crescer no varejo e atender o mercado de imóveis usados."
A notícia também merece atenção pelo fato de que clientes da Caixa têm relatado dificuldades para realizar financiamentos pela Pró-Cotista. Com os altos e baixos na concessão da linha, Prata recomenda que o interessado garanta seu financiamento o quanto antes, já que os recursos podem voltar a ficar escassos a qualquer momento.

#A CONQUISTA DO SEU IMÓVEL COMEÇA AQUI!



SOHO um lugar com alma de artista. Um polo de cultura e entretenimento com uma grande diversidade de ambientes internos e externos para você nem precisar sair para se divertir e respirar cultura e arte.  Saiba mais... 


Esclareça todas as suas dúvidas em um só lugar.